Starbucks, Google e Shell têm uma coisa em comum, além de serem os logos mais famosas do mundo: a identidade visual dessas marcas foram construídas com base em conceitos que até hoje as representam.

É claro que o posicionamento de uma marca no mercado começa pelo seu logo. Os elementos que compõem “a cara” de qualquer companhia têm um porquê de estarem ali e são/foram importantes para estabelecer uma real diferença frente aos concorrentes.

Para te ajudar a entender a importância do conceito de criação de uma identidade visual e, principalmente, se inspirar, vamos desvendar aqui o que há por trás de cada uma das marcas citadas logo no início.

Starbucks

A fim de evocar a tradição dos navegadores que primeiro comercializavam café, o nome da cafeteria mais famosa do mundo foi inspirada - diretamente - no personagem Starbuck do conhecido romance “Moby Dick”.

Com a história dos cafés e portos marítimos da cidade norte americana de Seattle em mente, os fundadores agregaram à marca uma xilogravura Norueguesa de uma sereia de duas caudas (século XVI).

E claro, como uma marca que está há 40 anos no mercado, o Starbuck fez pequenas modificações ao longo dos anos a fim evoluir o design de sua marca, até mesmo para se adequar ao novos meios de comunicação e relacionamento com os clientes, porém, sem perder sua mesmo sua essência:

- A marca que nasceu na cor marrom, com o passar dos anos ganhou uma imagem mais “afirmativa” ao utilizar a cor verde, segundo o presidente da empresa, Howard Schultz;

- A ilustração da sereia foi retrabalhada para se adequar às tendências de cada época e, principalmente, aplicação em meios que se exige maior simplificação dos traços.

Curiosidade:Moby Dick - A baleia”, publicado em 1851, contava as aventuras do capitão Ahab, do marinheiro Ishmael e do primeiro imediato Starbuck à bordo do baleeiro Pequod.

Google

Os fundadores Larry Page e Sergey Brin chegaram ao tão famoso nome Google ao adaptarem a escrita da palavra “googol”, que representa o número 10 elevado a 100ª potência, ou seja, o dígito 1 seguido de 100 zeros.

O motivo de tal escolha ficou claro, né? Da mesma forma que um googol, o Google apresenta uma infinidade de respostas às pesquisas de seus usuários. ;)

Nascida multicolorida (azul, vermelho, amarelo, azul, verde e vermelho), a logo do Google apresenta em sua paleta de cores a essência que carrega desde o surgimento: reinventar e quebrar tradicionais padrões. Sem dúvida, está revolucionando o mundo em muitos sentidos e se tornou uma referência de produto, posicionamento de marca, cultura interna, recrutamento e seleção de candidatos.

Vale destacar que, assim como a Starbucks, a marca se modificou ao longo do tempo, apesar de sua essência e conceito original manterem-se intactos. O logo ficou mais limpo, elegante e suave em “um número infinitos dispositivos”.



Shell

A história é o principal ponto de partida para entender o conceito da marca. Embarque com a gente neste túnel do tempo.

Tudo começou há 200 anos, quando um comerciante de lojas de antiguidades importava conchas do mar do Oriente para serem utilizadas em peças de decoração exóticas na cidade de Londres (Inglaterra). Com grande experiência na importação e exportação de produtos, a empresa passou a importar petróleo para o Reino Unido, a fim de atender a latente demanda por combustíveis devido ao advento dos motores a combustão para transporte.

Melhor inspiração não houve para o nome da empresa. A palavra em inglês “shell” significa concha.

Com o passar dos anos, a empresa adotou as cores amarelo e vermelho com o objetivo de se diferenciar da concorrência e tornar a marca ainda mais vibrante e forte.

 ____

Ao entender o que há por trás das logos mais famosas do mundo é possível entender o porquê elas são o que são na atualidade. Criar uma marca pensando no conceito e no próprio posicionamento é o primeiro passo em direção ao sucesso.

Claro que este post mostra três marcas que possuem grande representação no mercado mundial, mas já é possível entender um pouco do conceito de criação de uma marca e a importância que a mesma carrega sobre o sucesso (ou não) de um negócio.

E você, está pensando em criar uma marca? Conta pra gente nos comentário. ;)