Aposto que você já se imaginou vendendo muitos produtos e fazendo o maior sucesso com a sua marca. Aliás, é por isso que está lendo este artigo no momento, né? Você deseja conhecer todos os caminhos para criar e consolidar o seu novo negócio.

Foi pensando em você que elaboramos este conteúdo. Criar uma marca requer planejamento, e isso não ocorre do dia para a noite. Desde o começo, é importante pensar no objetivo maior de sua empresa: atrair o público certo para gerar receita com os produtos ou serviços oferecidos. 

Mas para descobrir exatamente o público-alvo da sua marca, não bastam os “achismos”: é preciso realizar uma pesquisa. Continue aqui para saber mais.

O que é público-alvo?

O público-alvo é um grupo específico de consumidores com características semelhantes, que deve ser o foco das ações de marketing do seu negócio, já que estas pessoas têm desejos em comum e podem adquirir os produtos/serviços que você oferece.

Para determinar este perfil de público, você precisa então fazer uma pesquisa, coletando informações sobre o comportamento de compra, os hábitos de consumo, a classe social e outros dados, como demográficos e socioeconômicos. Quanto maior o número de informações, maior a chance do seu negócio vender produtos para esse grupo específico.

Para entender melhor, veja dois exemplos simples:

  1. você tem uma loja de roupas íntimas femininas. Naturalmente, seu público será formado por mulheres de várias idades.
  2. você tem uma loja de roupas íntimas para grávidas e mães em fase de amamentação. Seu público continua sendo de mulheres, mas neste caso são mulheres que estão grávidas ou que acabaram de ter bebês. 

Percebeu a diferença? São público-alvos diferentes. E cá entre nós, o maior erro que se pode cometer é querer abraçar o mundo. Não adianta, por exemplo, almejar atingir pessoas de ambos os sexos, dos 8 aos 80 anos, para aumentar suas chances de vendas em uma loja de lingeries. A segmentação faz toda a diferença nos resultados. 

Exemplo de público-alvo

Mulheres, entre 20 e 45 anos, residentes em Araranguá-SC, com formação superior, classe B, renda entre R$ 4000 e R$ 7000, que adoram estar bem-vestidas e fazer compras. 

Por que é importante definir seu público-alvo

O público-alvo é o primeiro passo para desenvolver uma estratégia de comunicação e de vendas para o seu negócio. É com base nele que você poderá investir em sua marca, criando uma identidade visual atraente para este perfil de consumidores, além de melhorar vários aspectos como:

  • a decoração de seu ponto de venda
  • o tipo de conteúdo nas redes sociais
  • os canais de divulgação
  • o tipo de promoção oferecer
  • o preço dos produtos.

call to action Ebook Crie uma super marca

Com o público-alvo certo, você evita investir tempo e dinheiro em soluções paliativas, como um conteúdo nas redes sociais que não seja relevante para a audiência, ou um layout na fachada de sua loja que não seja adequado ao perfil que você pretende atingir.

Não adianta, por exemplo, almejar atingir pessoas de ambos os sexos, dos 8 aos 80 anos, para aumentar suas chances de vendas. A segmentação do público faz toda a diferença nos resultados. 

E o pior erro que você pode cometer ao não definir o público-alvo é estabelecer um preço de venda que não é compatível com o poder aquisitivo de seus consumidores. Entendeu a importância de definir seu público? Agora você vai saber de que forma fazer isso. Continue aqui.

Como definir o público-alvo de sua marca?

A resposta a essa pergunta varia se sua empresa já está aberta e com clientes ou se o negócio ainda está no campo das ideias. Vamos lá.

Você já possui clientes

Neste caso não há como fugir de conversar com sua clientela: é disparada a melhor forma. E para isso você pode criar uma rápida pesquisa para aplicar no momento de pagamento, no balcão mesmo. Em troca da resposta, sugerimos oferecer um brinde especial ou um desconto.

O primeiro passo é pensar em perguntas estratégicas que vão fornecer um bom entendimento do perfil dessas pessoas. Claro que há perguntas específicas de cada empresa, mas aposte em buscar dados chaves como:

  1. Sexo
  2. Idade
  3. Cargo
  4. Bairro e cidade onde reside
  5. Quais foram as reais motivações ao procurar o(a) [empresa/produto]?
  6. No que exatamente o(a) [empresa/produto] o(a) ajudou?
  7. Por onde costuma ler/assistir conteúdo relacionado ao [produto/segmento da empresa/modelo de negócio específico]? 

Ainda não tem clientes 

Este caso é bastante diferente do anterior, ein?! Quando você está estruturando um negócio e não está em contato com seus próprios clientes, a dinâmica para conhecer o público-alvo é diferente e parece uma missão quase impossível. Mas não é!

Uma boa forma de começar é analisando os concorrentes (diretos ou indiretos). Busque entender quem são os clientes. Se for uma loja física, você pode fazer algumas visitas ao local e observar bem as pessoas. Caso seja um e-commerce, acesse os reviews e comentários nas redes sociais, os sites e analise um bom n° de pessoas.

Agregue aos dados e informações colhidas uma ideia de público e conjunto de características que você entende serem comuns às pessoas com maior tendência a comprar do seu negócio. 

#DicasConsolide

Consulte dados de entidades que realizam pesquisas em massa, como o IBGESEBRAE, além de associações específicas de seu segmento de mercado. Use e abuse também das ferramentas online, como o Google Trends, para visualizar o que mais tem sido pesquisado sobre determinados assuntos. Ferramentas como esta oferecem vários dados que ajudam você a conhecer seus potenciais consumidores. 

Se você tem uma loja de lingeries, busque no Google Trends o volume de pesquisa das palavras “roupas íntimas femininas” nos últimos meses e as informações demográficas de quem pesquisou, por exemplo. Esse dados podem trazer insights para a definição de seu público-alvo e ajudar em sua estratégia de divulgação. 

---

Este conteúdo foi útil para você? Deixe seu comentário!

>> [eBook 100% Grátis] Saiba como criar uma marca que vai te destacar da concorrência. Baixe agora este super eBook! <<