Imagine a cena: você precisa comprar o material escolar de seu filho. Depois de várias pesquisas em lojas tradicionais em sua cidade, você resolve procurar a lista de materiais em lojas na internet. E, sem sair de casa, opta pela compra virtual, recebendo depois de alguns dias uma caixa com todos os produtos que precisa. Sem trânsito, sem fila e no conforto de seu sofá. Simples, não?

Aproximadamente 68 milhões de brasileiros se utilizam hoje da internet para realizar uma compra, seja ela de qualquer natureza. E o interessante é que as compras são feitas em boa parte pelos smartphones, correspondendo a 37% do total das vendas das lojas virtuais.

Lojas de grande renome como Americanas, Amazon, Magazine Luiza e Submarino adquiriram, nos últimos anos, amplo espectro no Brasil. Com o passar do tempo, os brasileiros começaram a confiar nas compras online, e muitos empreendedores aproveitaram também para criar e-commerce (comércio eletrônico) para girar seus produtos.

Um detalhe chama a atenção: a maioria das lojas virtuais ativas são de micro e pequenos empresários. Produtos para vender na internet não faltam. Estima-se que em 2020 as vendas online vão gerar um volume financeiro de R$ 106 bilhões, de acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). Com crescimento de 18% em relação ao ano passado,  previsão é de que, até o fim de 2020, sejam abertas mais 135 mil lojas virtuais no Brasil. 

Os benefícios de empreender na internet

Abrir um e-commerce tem algumas vantagens que as lojas físicas nem sempre oferecem, como:

  • baixo investimento
  • possibilidade de trabalhar com vários segmentos
  • possibilidade de trabalho home-office
  • vendas 24 horas por dia e 7 dias por semana
  • vendas para todo o território nacional
  • sem aluguel de imóvel
  • o estoque de mercadorias pode ser dentro de casa

Se você deseja empreender online, mas não sabe o que vender pela internet, continue aqui, nós temos sugestões de produtos interessantes. 

Planejamento do seu e-commerce: 4 pontos cruciais

O planejamento é fundamental. Você sabia que uma a cada quatro empresas fecham as portas com menos de 12 meses por falta de planejamento? Os dados do Sebrae mostram o quanto essa etapa é importante.  Dito isso, comece a pensar nas seguintes possibilidades:

  • colocar sua marca própria nos produtos que pretende vender; ou
  • revender marcas consagradas.

Antes de escolher os produtos, uma boa ideia é definir um segmento de atuação (nicho), conhecer o público-alvo e avaliar os possíveis fornecedores e parceiros para colocar à venda. 

#1 Escolha um segmento (nicho)

Defina o segmento de mercado com o qual gostaria de trabalhar. Escolha os produtos para vender online de acordo com um nicho, ou seja, foque em um segmento que atraia um determinado público. Quanto mais “nichado” for o segmento, melhor.

Exemplos de nichos:

  • produtos para cães da raça labrador (roupinhas, bandanas, brinquedos, ração, casinhas etc)
  • papelaria para amantes de viagens (cadernos, canetas, diários de bordo, mapas de viagem, etc)
  • objetos de decoração com temática de cinema e música

Com o nicho definido, você pode partir para uma estratégia de vendas específica, como anúncios segmentados por público nas redes sociais. É possível criar campanhas personalizadas e atrair para sua loja apenas o público interessado em comprar os seus produtos.

Você pode pesquisar sobre ideias de nichos lucrativos no Google Trends, de forma gratuita. Basta digitar uma palavra-chave e o Google mostra se há um público realmente interessado naquele tipo de produto, com as tendências de busca das pessoas.

#2 Estude o público-alvo

Com algumas ideias de produtos para vender online, comece a estudar o seu tipo de consumidor. Para conhecer seu público-alvo, pergunte-se para quem você poderá vender os produtos. 

  • São pessoas físicas ou empresas? 
  • Como essas pessoas podem ficar sabendo do produto? 
  • Quais os problemas dessas pessoas (aqueles que o seu produto vai resolver)?

 #3 Conheça os parceiros e fornecedores

Quando tiver algumas ideias em mente, avalie os produtos com base em alguns critérios, como por exemplo:

  • qual a margem de lucro que os produtos oferecem?
  • quais atacadistas ou fornecedores trabalham com estes produtos?
  • qual a facilidade em girar os estoques? 

Pesquisar fornecedores e parceiros não é uma tarefa simples, pois é preciso ficar de olho na reputação de cada empresa, pedir indicações e verificar a agilidade na entrega dos pedidos. Porém, tal como uma loja física, este trabalho é necessário e muito importante, pois assegura a qualidade dos produtos que você quer vender. 

#4 Crie uma marca para se destacar da concorrência

Ter uma marca e identidade visual bem definidas torna possível os seus clientes reconhecerem facilmente o seu negócio, se diferenciar da concorrência e agregar maior valor ao seu e-commerce. Isso por que o combo nome + representação visual geralmente é a primeira forma como clientes e outras pessoas identificam o seu negócio.

Para esta tarefa é muito importante levar em consideração, além dos três itens anteriores, o seguinte:

call to action para página de conversão de ebook Crie uma Super Marca do zero

Agora, vamos às ideias! Veja nossa lista com 100 sugestões de produtos para vender online.

Inspiração: 100 ideias do que vender online

Esta lista vale como motivadora para que você dê um “start” (começar, tradução literal) em seu - talvez - novo negócio. Veja as ideias de produtos para seu e-commerce:

1. Produtos para pet shop

2. Cosméticos orgânicos

3. Papelaria com material reciclável

4. Produtos para salão de beleza

5. Geléias diet

6. Roupinhas para bebê

7. Moda para grávidas

8. Moda para academia

9. Perfumes importados

10. Suplementos

11. Marmitas congeladas

12. Trufas de chocolate

13. Móveis Vintage

14. Quadros e placas decorativas

15. Almofadas com estampas divertidas

16. Baldes para pipoca

17. Tapetes coloridos

18. Papel de parede

19. Celulares semi-novos

20. Brechó

21. Livros de Administração e Negócios

22. Apostilas para concursos públicos

23. Artigos para pesca

24. Artigos esportivos

25. Capinhas de celular

26. Material escolar

27. Cervejas artesanais

28. Calçados femininos

29. Moda plus size

30. Moda estilo retrô

31. Camisetas de personagens

32. Camisas de time de futebol

33. Salgadinhos congelados

34. Massas congeladas

35. Artigos para enxoval de bebê

36. Camisetas de filmes e bandas

37. Instrumentos musicais

38. Skate

39. Camisas masculinas

40. Meias

41. Bijuterias

42. Semi-joias

43. Relógios

44. Acessórios para carros de luxo

45. Vestidos de luxo

46. Sapatos de luxo

47. Bolsas de luxo

48. Artigos esotéricos

49. Óculos de sol

50. Moda praia

51. Jogos de videogame

52. Bonecas Bebês Reborn

53. Colecionáveis

54. Bichinhos de pelúcia

55. Mochilas

56. Malas e bagagens

57. Artigos para os amantes de viagens

58. Eco-produtos

59. Produtos temáticos (Exemplo: Star Wars)

60. Artigos de sex shop

61. Lingeries

62. Pijamas

63. Maquiagem

64. Óleos essenciais

65. Livros infantis

66. Brinquedos educativos

67. Artigos para surfistas

68. Sabonetes artesanais

69. Cosméticos masculinos

70. Artigos para fotógrafos e amantes da fotografia

71. Moda minimalista

72. Bordados

73. Canecas personalizadas

74. Vestidos de Noiva de baixo custo

75. Laços para bebês

76. Álbuns para bebês

77. Artesanato em madeira

78. Velas naturais

79. Artigos de tricô

80. Cestas artesanais

81. Tecidos para artesanato

82. Bonecas de pano

83. Enfeites de porta de maternidade

84. Marmitas veganas

85. Plantas ornamentais

86. Utensílios de bambu para cozinha

87. Artigos para festas

88. Planners (agendas de planejamento anual)

89. Artigos de informática

90. Eletrônicos

91. Carregadores portáteis

92. Cereais fitness

93. Artigos religiosos

94. Chinelos personalizados

95. Mapas e Globos Terrestres

96. Caixas organizadoras

97. Artigos para ciclistas

98. Acessórios para o cabelo (turbantes, tiaras etc)

99. Ferramentas

100. E-books/infoproduto

vender online

Depois que você escolher o(s) produto(s) para vender, criar um nome para sua loja virtual e alinhar bem a etapa de planejamento, há questões legais básicas para dar entrada no CNPJ. Logo em seguida, vem uma etapa importante, que é a criação do logotipo.

Fique sempre ligado em nossos conteúdos, pois aqui no blog você tem vários ensinamentos para criação e consolidação de sua marca :) 

__________

Se ainda tem dúvidas, deixe seu comentário!

>> [eBook 100% Grátis] Saiba como criar uma marca que vai te destacar da concorrência. Baixe agora este super eBook! <<