Você já viu uma marca famosa sem logotipo? Com certeza não. Isso porque definitivamente não existe nenhuma marca de destaque no mercado que não tenha um.

Nem é preciso dizer que qualquer negócio, mesmo que seja pequeno, precisa ter um logotipo, né? Mas antes de falarmos sobre a criação dele, precisamos deixar claro a definição de logotipo.

Aliás, você já deve ter ouvido falar de duas formas: logotipo e logomarca. Basicamente, podemos dizer que os dois termos são usados para definir a representação visual de uma marca. Mas afinal, existe diferença entre logotipo e logomarca?

Logotipo X Logomarca: entenda os significados

Alguns profissionais do design afirmam que a palavra “logomarca” não tem sentido, já que o termo “logo” vem do grego e é definido como “palavra” e “significado”, e o termo “marca” é germânico e também é definido como “significado”. Ou seja, logomarca representa “significado do significado”, o que seria considerado redundante.

Mas o dicionário Houaiss define a palavra “logomarca” como: “[...] um conjunto formado pela representação gráfica do nome de determinada marca, em letras de traçado específico, fixo e característico (logotipo) e seu símbolo visual (figurativo ou emblemático)”.

Trocando em miúdos: no verbete do dicionário, o logotipo seria a fonte e a logomarca seria o símbolo. Mas para o mercado publicitário, o termo comumente aceito no Brasil é logotipo, e não logomarca.

Não há certo ou errado, mas neste artigo vamos usar o termo logotipo, ok? O importante é que você entenda a importância dele para o seu negócio. E se você pretende criar o seu, vamos mostrar um passo a passo completo. Continue lendo.

Por que você precisa de um logotipo

Um logotipo tem uma função importantíssima: ele faz com que os consumidores lembrem do seu negócio.

Imagine se você chega a um restaurante e o garçom serve um copo com refrigerante de cola, sem mostrar a lata ou garrafa do produto. Se você não tiver um gosto apurado (e os fãs da Coca-Cola afirmam que o sabor é bem diferente da Pepsi), você pode até “tomar gato por lebre”.

Percebe a importância do logotipo para um produto simples como um refrigerante de cola?

O logotipo em uma embalagem de produto é capaz de ajudar o consumidor a lembrar do gosto, do sentimento e da experiência associada àquela marca. Mais do que um elemento que diferencia você dos seus concorrentes, o logotipo serve para que os clientes lembrem de você.

Agora que você sabe a importância de um logotipo, vamos conhecer as etapas para a criação dele.

Passo a passo para criar um logotipo para o seu negócio

 

1. Encontre inspiração

Tenha em mente que o logotipo é a representação visual que facilita o reconhecimento do seu negócio e o destaca da concorrência.

Pergunte-se: minha marca é moderna, jovem, descontraída? Ou passa uma imagem de sofisticação, elegância, tradição? O que meus clientes devem pensar quando virem o meu logotipo pela primeira vez?

Para te ajudar nessa tarefa, crie um quadro de inspirações. Você pode criar um quadro físico com recortes de revistas e jornais ou criar um quadro digital (o Pinterest é a ferramenta perfeita).


Coloque no quadro todas as imagens que inspiram você: podem ser outros logotipos, combinações de cores, ilustrações ou gráficos e o que mais a sua imaginação mandar.

2. Conheça os concorrentes

A concorrência é um dos melhores lugares para se buscar inspiração. Pesquise o que já existe, o que funciona bem com seu público e o que você deve evitar em se tratando de logotipo.

Enquanto isso, tenha em mente os seus diferenciais no mercado e como enfatizar isso no design de seu logotipo.

3. Escolha o seu estilo de logo

Depois de colocar as ideias em um quadro de inspiração, é hora de escolher a estética do seu logotipo.

Escolha o estilo que mais têm a ver com a identidade de seu negócio: clássico, retrô, geométrico, moderno, minimalista, divertido, desenhado à mão... São muitas possibilidades.

Pense em combinar um símbolo com uma palavra para criar um logotipo facilmente reconhecível. O nome da marca é colocado ao lado do símbolo ou é integrado ao elemento gráfico. As pessoas vão associar os dois elementos à sua marca, o que permite que você os use sozinhos ou em conjunto.

4. Fique atento à simbologia das cores

As cores desempenham um papel fundamental na criação de um logotipo. Pesquise bastante sobre o significado das cores antes de selecionar as mais adequadas para sua marca.

Veja exemplos de aplicação de cores:

- O vermelho é bastante usado em empresas de fast food (pensou no McDonald's?) e combinado com o amarelo, pode aumentar o apetite e estimular o consumo.

- Já o azul gera uma sensação de calma, tranquilidade e responsabilidade. O azul é usado em empresas sérias como o Facebook, o Twitter e a Consolide.

Depois de fazer uma avaliação das melhores cores para seu logotipo, é hora de partir para mais uma etapa: a escolha da tipografia – as fontes de que serão usadas no nome de seu negócio.

5. Escolha a fonte correta

Na escrita gráfica, há dois tipos de fonte:

- sem serifa
- com serifa

 A serifa é um prolongamento nos cantos da letra. Logo, uma fonte pode ser serifada ou não.

As fontes sem serifa dão uma aparência simples e limpa. As letras não têm os pezinhos das fontes com serifa, e funcionam bem para marcas modernas.

As fontes com serifa podem fazer com que seu logotipo pareça clássico e sofisticado, mas também podem passar uma imagem antiquada. Funcionam especialmente bem em logotipos de estilo retrô ou vintage.


Independentemente de sua escolha, lembre-se que a fonte de seu logotipo deve ser legível. Evite escolher fontes muito rebuscadas ou difíceis de entender.

#DicasConsolide

Fontes para não usar: Comic Sans, ZapFino, Papyrus, Chiller, Monotype Corsiva.

Fontes para usar sem medo: Helvetica, Bebas, Grotesk, Gotham, Museo, Raleway, Soho, Roboto, Geomanist, Din, Bodoni, ChunkFive, Cocogoose, Futura, Lato.

6. Conheça os programas de criação de logotipo

O processo de criação do logotipo utilizando softwares (programas de computador) é a etapa que dará uma “cara” para o seu logotipo. Você tem duas opções: contratar um designer ou criar seu logotipo por conta própria.

Independentemente de sua escolha, é importante que você tenha uma ideia dos softwares existentes no mercado para criação de logotipos.

Os softwares mais indicados para a criação de seu logotipo não são gratuitos, são programas pagos que contém muitas funcionalidades e são usados por profissionais de criação e design.

Há ainda, na internet, aplicativos e sites gratuitos que podem te ajudar a desenvolver um logotipo sem ajuda de profissionais. O Canva, por exemplo, é uma alternativa conhecida.

Na criação de seu logo, é interessante testar versões horizontais e verticais do mesmo, para que ele funcione bem nas duas posições. No software gráfico de sua preferência, teste o seu logotipo em vários tipos de fundo: branco, preto, colorido.

Oh, dúvida cruel: criar um logo grátis online ou contratar um designer?

Para esta dúvida, nada melhor do que colocar na balança os prós e contras de criar um logotipo sozinho, em sites da internet ou aplicativos de edição.

O ponto a favor é, claro, o investimento: você não precisará pagar nada para desenvolver um logo para o seu negócio.

Se você está com pouca grana para investimentos no início do empreendedorismo, é perfeitamente aceitável que você direcione esforços em outras despesas do negócio, como a instalação do ponto de venda ou compra de mercadoria, por exemplo.

Mas agora vamos aos contras.

Mais cedo ou mais tarde seu negócio vai precisar de uma fachada, de um perfil nas redes sociais, de materiais de divulgação e de um site. Seu logotipo é a primeira impressão que os clientes terão de sua empresa, né?

Então imagine criar um logotipo em um site ou aplicativo online gratuito, em que você usa os elementos “prontos” do site. Eis que você entra no Instagram e encontra uma outra empresa usando um logotipo muito semelhante ao seu. Chato, não é mesmo?

Esse é um dos riscos que você corre ao criar um logo por conta própria na internet. Já um designer profissional tem o conhecimento e a experiência necessários para criar um logotipo:

- com as cores adequadas

- com elementos gráficos únicos

- com a fonte correta para o seu tipo de negócio

É claro que você vai poder acompanhar o trabalho do profissional, e dar ideias de acordo com seus gostos e preferências, mas o designer tem o conhecimento para fazer um logotipo profissional, o que gera mais credibilidade ao seu negócio.

Antes da criação de qualquer conceito, a dica é ter uma conversa prévia com o designer, dizendo o que você espera de seu logotipo, de acordo com sua pesquisa e quadro de inspirações.

Dito isso, vá em frente na sua decisão, pesando prós e contras de desenvolver um logotipo de maneira independente. E boa sorte em sua criação!
---
Gostou deste conteúdo? Deixe seu comentário!