Não é incomum ao iniciar um negócio o empreendedor ter que priorizar os investimentos. Muitas vezes a escolha é feita com base no bolso, sem analisar a fundo todas as implicações. Infelizmente, uma destas decisões que fica para depois é o registro da marca.

O famoso “depois eu registro” pode trazer prejuízos significativos, que vão desde a perda do direito de uso da marca chegando a custos que atingem facilmente a casa dos R$15 mil e, dependendo, pode chegar a valores acima dos R$ 100 mil.

Preparamos este texto para te explicar a fundo os riscos que o seu negócio corre e o quanto custa perder uma marca por não registrar. Vamos lá!

Quais os riscos de não registrar a marca?

 

Utilizar uma marca sem registros traz alguns riscos. O primeiro, é que qualquer pessoa pode utilizá-la e reproduzi-la e se você não tem o registro, não pode fazer nada para proibir isso. Ainda corre o risco de uma outra pessoa registrar a marca antes que você, e proibi-lo de utilizá-la. 

Outro risco é o de utilizar uma marca que já está registrada. Aí que surgem os grandes problemas, pois o titular do registro pode entrar com um processo, e além de impedir que você continue utilizando a marca, pode inclusive cobrar uma indenização.

Deixar a marca desprotegida é colocar em risco o próprio negócio, pois você pode perder todo o trabalho e investimento que fez na sua marca a qualquer momento, justamente por não possuir a propriedade da própria marca.

Quanto custa perder uma marca por não registrar?

Em termos práticos, o custo total pode variar de R$ 15 mil à mais de R$ 100 mil de acordo com tipo de negócio, faturamento, entre outros.  A verdade é que a maioria dos empreendedores não levam em consideração estes custos quando optam por deixar de registrar a marca. Muitos inclusive pensam que “se acontecer comigo, eu troco de marca”. A verdade é que pode trocar sim, mas o custo é alto.

Entenda essa situação com quem viveu na pele. A Wise Up, empreendimento do Flávio Augusto passou por isso e precisou mudar de nome. Se liga abaixo na história contada por ele mesmo:

Custo quantificável de perder uma marca

Quando você começa um negócio, não sabe muito bem a proporção que vai tomar, certo? Mas a verdade é que você vai investir no seu negócio para ele crescer.

Ao ter que trocar de marca, além de dar uns dois passos para trás no crescimento do negócio, você provavelmente terá que ter uma nova identidade, trocar o nome na junta comercial e receita federal, mudar a identidade da sua loja (física ou virtual), refazer todo o material gráfico. E quanto isso pode custar?

  • Criação de uma nova marca: de R$ 900,00 à R$3 mil (este é um custo médio, porém, há empresas que investem muito mais que este valor). Criar uma ideia inédita e desenvolver a sua nova marca com base nos valores do negócio pode ser bastante desafiador. Lembra do processo de quando criou a marca que você tem hoje? Pois é, foi complexo, né!
  • Fachada: investimento de R$ 1 mil à R$ 10 mil. O valor pode variar de acordo com o material utilizado (tinta, back light com iluminação, etc.);
  • Material Gráfico: de R$ 200,00 à R$ 5 mil. Dependendo do tipo de material, tamanho, quantidade, papel e acabamento escolhido para o enxoval da marca (cartão de visita, flyer, folder, sacolas, papel timbrado, envelope, etc.), o valor varia bastante.
  • Site: de R$ 1,5 mil à R$ 5 mil. O custo para refazer o site vai depender se você vai só dar “um tapa no visual” ou aproveitar e mudar ele inteiro, quantidade de páginas ou se o mesmo é um e-commerce.
  • Pintura e/ou personalização do ambiente: de R$ 2 mil à R$ 5 mil.
  • Atualização do cadastro na Junta Comercial e Receita Federal: o custo pode variar bastante se fizer sozinho ou com apoio de especialista. Mas digamos que você conte com o apoio de um contador ou amigo, o custo pode girar em torno de R$ 300,00, mais ou menos.
  • Uniforme: a criação da arte e produção de uma camiseta gira em torno de R$ 30,00 a peça.

Apuramos os valores acima considerando os itens básicos para a maioria das empresas. Porém, isso pode variar bastante de negócio para negócio.

Ação Judicial e multa indenizatória

Se a marca que você utiliza já possui o registro (mesmo que você não tenha esta informação), está sujeito a sofrer um processo por uso indevido de marca registrada.

Para você entender o quanto custa perder uma marca, é necessário entender que o valor de uma indenização gira em torno de 5% do faturamento bruto dos últimos 5 anos de uma empresa.

Digamos que a sua empresa faturou R$ 50.000,00 por ano, nos últimos 5 anos, o valor da multa que você pode pagar é de:

(5 anos x R$ 50.000,00) x 5
 
100
=
R$ 12.500,00

Como você se sentiria em pagar uma indenização que corresponde a 25% do seu faturamento de 1 ano de trabalho?

Tudo bem que o seu negócio é pequeno hoje, mas lembre-se que quanto mais o tempo passa, a tendência é o seu negócio crescer e o faturamento aumentar. Sem o registro da marca, o seu negócio encontra-se desprotegido.

CUSTO TOTAL
Material Gráfico + Multa indenizatória
=
R$ 18.430,00 à R$ 28.330,00 (ou mais)

Caso a sua empresa fature mais do que R$50 mil por ano, já pode ter percebido que o valor da multa pode variar bastante. Imagine que você fature R$300 mil por ano, o valor final da multa pode chegar à R$75 mil.

Caso a empresa fature mais do que R$300 mil, já deu para perceber que a multa pode ser ainda mais salgada, né?

Custo NÃO quantificável de perder uma marca

O custo de mudar uma marca de repente traz impactos imensuráveis também, aqueles que não conseguimos analisar em números, mas que trazem consequências para o negócio.

O primeiro deles é o seu tempo, que ao invés de estar dedicado ao crescimento da empresa, vai estar voltado a resolver problemas. Você vai precisar se dedicar a contratar os profissionais para tirar a identidade visual da sua loja e, inclusive, validar a nova identidade visual e aplicá-la.

Além disso, o seu negócio pode sofrer com um impacto negativo junto ao cliente com a perda de credibilidade. E com uma mudança tão repentina, o seu negócio pode inclusive não ser encontrado pelo seu cliente, seja em loja física ou mesmo na internet (site e redes sociais).

Se você não tem uma boa base de clientes construída, o impacto será considerável e, muito provavelmente, você terá que (re)começar a sua clientela. Todo o trabalho e posicionamento no mercado conquistados com a marca será impactado diretamente.

Apesar do valor não ser fácil de medir, você como empreendedor deve saber muito bem o quanto custa atrair um bom cliente para o seu negócio, certo?

Vale a pena correr o risco de ter estes prejuízos?

Ter informação é poder. É poder fazer a escolha certa para o seu negócio, medindo os prós e contras de cada situação. Com todas estas informações, certamente você conseguirá avaliar o momento do seu negócio e fazer a escolha certa.

Sem puxar sardinha para lado algum, talvez você entenda que a escolha certa é esperar um pouco mais ou não. Mas de uma coisa eu tenho certeza, você vai saber analisar com ainda mais propriedade e encontrar a melhor resposta para a pergunta “Vale a pena correr o risco de ter uma marca sem registro?”.

Dica Bônus: Você sabe quanto vale a sua marca?

Realizar o cálculo com precisão do quanto custa uma marca não é tão simples. Mas quero propor um exercício diferente para você saber o quanto a marca do seu negócio é importante para você.

Para isso, é importante você ter em mente que ao registrar a sua marca, e ter direito de exclusividade sobre a mesma por no mínimo 10 anos, você a protege de tudo o que falamos neste texto. De certa forma, você evita também muita dor de cabeça, certo!

Vamos calcular quanto vale a sua marca!

Custo com o processo de registro
 
(10 anos x 365 dias)
=
menos que um café por dia


Se você tem um orçamento com uma empresa especializada no registro de marca, pode utilizar este valor para resolver o cálculo acima. Assim você vai saber exatamente quanto custa por dia ter a sua marca registrada. Mas antes de tomar a sua decisão, avalie bem como escolher uma empresa de registro de marcas.

E agora, com base neste valor, vale ou não vale registrar a sua marca? Ela vale mais ou menos do que um café por dia? Pense nisso!

---

Você conhece alguém que também pode se interessar por esse conteúdo? Compartilhe através das suas redes sociais.