Ao criar uma marca, pensar em todas as possibilidades que envolvem o mercado é primordial. Seja a identidade visual, logotipo, registro da marca e domínio de site, cartão de visita… tudo deve ser antecipado. 

Se você já cumpriu algumas dessas etapas e agora quer colocar sua marca no meio digital,  o primeiro passo é a criação de um site. Não sabe por onde começar? Comece pesquisando um domínio disponível para ele.

No artigo de hoje, além de saber a importância do registro de marca e domínio de site, você saberá a diferença entre os dois e como fazer essa pesquisa. Também aprenderá escolher um domínio que contribua para o sucesso da sua empresa

Registro de marca e domínio são a mesma coisa?

Tanto o registro quanto o domínio são essenciais para fortalecer sua marca, mas são etapas diferentes. Entenda:

O que é registro de marca?

O registro de marca é a formalização que torna o empreendedor dono de sua criação. No Brasil existe um órgão federal que regulamenta a propriedade da marca: o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).

O processo desse registro é bem criterioso e alguns passos precisam ser seguidos para dar certo. Um deles é fazer uma busca no site do INPI para ver se esse nome está disponível.

Esse é um assunto bem sério no mundo dos negócios. Somente o CNPJ não garante proteção alguma. Essa validação, garante o direito de uso exclusivo da marca, nome e logo, em todo território nacional.

O certificado de registro de marca tem validade de dez anos e pode ser prorrogado sucessivamente. Qualquer pessoa física ou jurídica pode solicitar.

O que é domínio de site?

O registro de domínio de site é a forma de identificação da empresa na Internet. Com tantas redes sociais e formas de divulgação de serviço, ter um site dará mais credibilidade ao seu negócio.

Pensa comigo… Há alguns anos atrás a rede social que predominava o pedaço era o Orkut, né? E, o que é feito dessa rede hoje?

Por esse motivo, é que você não deve confiar em deixar a história da sua marca somente em uma rede social.

O site é algo que não tem um fim delimitado, você saberá quando, onde e de que forma utilizar. Sem contar que ali ficarão armazenadas todas as memórias da marca.

Como saber se o domínio de site de uma marca está disponível na internet

Para saber se o domínio de site de uma marca está disponível existem algumas ferramentas de buscas na Internet. Lembrando que existe uma taxa anual para qualquer tipo de extensão escolhida.

Uma delas é a do próprio Google Domains. Nela você digita o domínio desejado e ela fará uma busca se já está ou não em utilização. Da mesma forma, apresenta opções similares e preços.

A extensão .com.br é feita diretamente no site www.registro.br. Porém, existem várias outras para pesquisa e lugares para adquiri-las, como Go Daddy e Hostinger.

As extensões mais utilizadas são:

  • .NET: inicialmente usado para sites em rede, mas agora é usado de forma geral
  • .ORG: para organizações
  • .COM para empresas
  • .ME extensão indicada para sites pessoais
  • .INFO usado se o objetivo principal do site é fornecer informações

Como escolher o domínio de site

Antes de qualquer coisa, vamos às dicas de como escolher o domínio de site ideal para a sua marca.

Esse é seu cartão de visitas virtual. Por esse link o cliente acessa seu negócio por completo. Então, escolha sempre por facilitar o processo.

Opte por um nome simples e de fácil compreensão. Quanto menor o número de letras e repetições mais fácil será memorizado e evitará erros na hora da digitação da busca.

Quanto mais próximo do produto/serviço que oferece, melhor será o entendimento. Um exemplo:

Outra dica, é caso a sua marca tenha acentuação, procure uma forma de que quando falar o nome sem ele fique claro para escrever. Isso vale evitar colocar números também.

Posso usar o domínio de uma marca que já tem registro?

Depois de tantas informações, é importante salientar que não deve, em hipótese alguma, nem em sonho, criar o domínio de uma marca que já tem Registro.

Isso porque, usar uma criação já registrada por outra pessoa gera algumas consequências. A principal delas é ter que pagar uma indenização de 3 a 5% do faturamento bruto dos últimos 5 anos de utilização indevida da marca.

A propósito, vale reforçar também… Se você fez um domínio e não tiver feito esse registro, estará em risco de ser copiado e perder sua marca a qualquer momento.

Acesse gratuitamente esse e-book que preparamos para você sobre quais são as etapas para registrar.

Esse conteúdo foi útil para você? Diga nos comentários o que achou.

Caso queira saber mais sobre temas de empreendedorismo, marketing e registro de marcas navegue em nosso blog.