Mais do que investir em um bom produto, cada vez mais as empresas precisam buscar formas de se diferenciar da concorrência, de se posicionar como referência e aumentar os resultados. Para isso, muitos empresários estão investindo em branding (gestão de marca).

Apesar do nome complicado e em inglês, não são apenas as grandes empresas que estão colhendo os benefícios. Negócios de pequeno e médio porte têm investido em branding e conquistado excelentes resultados.

Vamos à compreensão do que é gestão de marca e sua aplicação em empresas!

O que é Branding

Branding é o nome, a logomarca, o slogan, o símbolo. É o que as pessoas falam, é como o público identifica sua empresa. É a promessa que a sua marca faz aos clientes, é o sentimento que provoca e o que as pessoas lembram quando pensam na sua marca. Tudo isso é Branding (derivado de brand, que significa marca em inglês).

De um jeito mais simples, é o conjunto de ações colocado em prática por uma empresa com o objetivo de gerir a marca, atuando diretamente desde a concepção até o posicionamento no mercado.

O trabalho de gestão de marca engloba todos os elementos que compõem a identidade visual, de comunicação, marketing, produto, atendimento de clientes de uma empresa. Tem o objetivo de tornar uma marca forte, conhecida e desejada por todos os consumidores. Para isso, utiliza diferentes ações para melhorar o posicionamento de uma empresa no mercado.

Para ficar mais claro, assista ao vídeo abaixo. 

Vamos à um exemplo prático: quando você vê o símbolo da Apple, aquela maçã mordida, o que vem na cabeça? Certamente tecnologia, inovação, prazer, simplicidade no uso, durabilidade. Para chegar a este resultado, a Apple fez um planejamento de branding.

Neste trabalho, a marca enfatiza em toda a comunicação, estratégias de marketing, produtos, atendimento, características e diferenciais de produto e mercado para “entrar” na cabeça do consumidor. Mas não se engane, não é um trabalho fácil. Exige planejamento e muita transpiração.

O Branding está intimamente relacionado com o valor da sua marca. E você, já sabe quanto vale a sua marca? Pense nisso! Até o final deste texto, você vai entender como fixar sua marca na mente dos consumidores e descobrir como aumentar o valor dela. 

Como algumas empresas estão usando Branding

Independente do porte da empresa (MEI, ME, EPP, etc.), ter uma boa estratégia de gestão de marca pode ser a diferença entre ser lembrado ou não pelo público. Mas um bom branding não se constrói da noite para o dia. É preciso saber onde se quer chegar e como vai fazer para alcançar este objetivo.

Um bom plano de ação pode ser a total diferença entre alcançar os objetivos e excelentes resultados ou o total “tiro no pé”, correndo o risco de chegar a um objetivo bem diferente do esperado. Conheça abaixo algumas marcas que investiram em um planejamento de Branding e estão colhendo excelentes resultados.

Loja Custumez

Proprietárias de uma loja, as empresárias Sandra Zardo e Judith Zardo optaram por mudar a marca no terceiro ano. Elas foram em busca da profissionalização e contrataram o serviço de branding. Identificaram pontos fortes e diferenciais da marca, pintaram parede, trocaram móveis, fizeram parcerias com outras empresas.

Coisas que antes do trabalho de branding passava despercebida, viraram oportunidade de negócios, melhorando a experiência do cliente com a marca. Os serviços de consultoria de imagem, ajustes de roupa e sapataria passaram a fazer parte do pacote de serviços da loja. Agregando ainda mais valor ao cliente final.

Todas estas mudanças trouxeram um resultado expressivo. “A gente percebeu que crescemos de 20% a 30% depois do investimento na gestão da marca e na gestão do negócio também”, conta Judith Zardo para o portal de notícia G1. Veja o case completo aqui.

Cemitério Jardim da Ressurreição

Branding não é só layout de loja. É como você fala e é lembrado pelo seu público. O cemitério piauiense apostou no humor para entrar na cabeça das pessoas e transformar o amor do público. A voz da marca e o posicionamento nas redes sociais passaram por transformação com base em uma estratégia de branding nas redes sociais.

Antes de chegar nas postagens super engraçadas de hoje, o Cemi - como é carinhosamente chamado pelo público - iniciou a transformação de forma gradual para não “causar”. 

A marca aproveitou temas do momento para criar memes e transformar o contato com o público. Como resultado do reposicionamento da marca nas redes sociais, o Cemi ganhou em pouco tempo mais de 165 mil seguidores e aumentou  expressivamente a interação com o público (entenda o case completo aqui). Com uma estratégia simples, o Cemi atingiu o objetivo de ser ainda mais conhecido.

Agora imagine, se até um cemitério e uma loja tradicional de roupas foram capazes de investir em branding, melhorando o posicionamento da marca e a experiência do público, o que a sua empresa poderia ganhar com branding? Pense nisso. Afinal, gestão de marca é para todas as empresas, não apenas para as “grandonas”.

Como potencializar resultados com gestão de marca

Ter uma estratégia consistente de gestão de marca e colocá-la em prática traz resultados expressivos. Mas o grande desafio da maior parte das empresas brasileiras é que dispõem de poucos recursos para investir em um trabalho especializado.

Então para ajudar você a se diferenciar dos concorrentes, fortalecer a sua marca e transformar a sua empresa em referência no segmento de atuação, montamos um guia para te ajudar nisso! Se liga nos tópicos abaixo, eles são essenciais para fazer uma gestão de marca.

Público-Alvo

Conheça a fundo quem é o seu público-alvo, quais as características mais relevantes deles, o que lêem (revistas, jornais, portais de notícias), em quais redes sociais estão, quais dores possuem e o que sua empresa pode resolver, quais os principais desafios que possuem, qual o sexo e a idade deles, qual renda média mensal etc. 

Você pode fazer isso montando um questionário e pedir para que ao final de uma compra os clientes respondam. Aproveite para colher feedbacks do atendimento e o que gostaram na experiência com a sua marca. Lembrando que você pode fazer um questionário anônimo e depositado em uma urna para que os clientes se sintam à  vontade de preencher.

Quando tiver uma amostragem, analise e verifique os pontos comuns. Caso ainda não tenha ficado claro, volte a fases anteriores e colete mais questionários com os clientes.

Conheça os diferenciais da sua empresa

Comece identificando as fortalezas, oportunidades, ameaças e fraquezas do seu negócio. Para isso, você pode montar uma matriz SWOT. Faça um breve estudo dos seus concorrentes e identifique quais são os seus principais diferenciais em relação a eles. 

Identifique seus diferenciais e oportunidades de negócio com a matriz SWOT

Não tem? Então crie uma estratégia para desenvolver bons diferenciais. Identificou alguns? Avalie se eles podem virar oportunidades para aumentar a renda. Pense em como utilizá-los na comunicação e apresente-os aos clientes. 

Identidade Forte e Consistente

Analise a sua marca hoje. Sua identidade visual, slogan, forma que se comunica com o público (voz e tom da marca), slogan, elementos visuais são consistentes ou desconexos? Eles estão alinhados com o propósito, missão, visão e valores do negócio? 

Busque a unidade. A dica é ser consistente em toda a identidade visual e comunicação.

Posicionamento de Marca

A análise de todos os pontos anteriores vai ajudar a construir a personalidade da marca, bem como posicioná-la no mercado. Para ficar claro, posicionamento de marca é ter claro as principais vantagens, características e diferenciais do seu negócio e transmitir isso de forma clara para colaboradores, consumidores e fornecedores. 

Um exemplo é a Uber, que se diferenciou no mercado por se posicionar como uma empresa inovadora e disruptiva em um segmento tradicionalmente conhecido: o transporte.

A Uber, seguindo sua estratégia de posicionamento de marca, trouxe como grandes diferenciais a segurança, o baixo custo e uma experiência incrível, bem diferente da vivida pelos usuários no transporte coletivo e táxis. Agora que você já conhece os seus diferenciais, faça como a Uber? Rompa os padrões!

Olhe para o seu mercado e para o que os consumidores anseiam, analise como a sua marca e produto podem agregar valor no cenário atual. Desenvolva um plano de ação e coloque em prática

Mas tenha uma coisa em mente, sempre: o foco é no cliente!

Mantenha o foco no Cliente

O seu negócio é feito de pessoas para pessoas. Então, mantenha o cliente no centro das suas estratégias e crie experiências positivas no relacionamento, afinal, este pode ser mais um grande diferencial do negócio.

Um case muito legal disso é a Nubank. Com o objetivo de transformar a experiência do usuário com os serviços financeiros, a empresa inovou na forma como um banco se relaciona com o cliente. Cartão de crédito sem taxas, informações acessíveis e transparentes na palma da mão e uma forma simples e ágil de se comunicar com o cliente.

Você não precisa fazer igual ao Nubank, mas foque em provocar uma boa experiência no seu cliente. Afinal, quem não gosta de ser bem atendido e recebido em algum lugar? E o melhor: para fazer isso, não precisa investir fortunas, basta entender o que o cliente deseja.

Por exemplo, a loja Custumez - case mencionado anteriormente - não fez grande revoluções, apenas ofereceu outros serviços para entregar valor ao cliente. Agora além do vestuário, oferecem consultoria de imagem, serviço de ajuste de roupa - tudo isso sem precisar ir a outro lugar. 

Aqui o ideal é fazer um exercício interessante: coloque-se no lugar do seu cliente. Se você utilizasse os serviços do seu negócio, como se sentiria? Qual a experiência que teria? 

Colocando o plano em ação

Agora que você já tem todas as diretrizes, é hora de agir. De nada adianta ter tudo isso pronto e deixar na gaveta, certo?

 

Primeiro, centralize todas estas informações em um local onde você pode consultar constantemente. Agora que você já sabe onde quer chegar, mapeie tudo o que precisa ser feito e divida em etapas. A dica de ouro é quebrar em passos de baixa complexidade. Não se preocupe em ordená-los neste momento. 

Agora que você tem as etapas, organize-as de acordo com a prioridade e dependência. Por exemplo, você precisar reformar a loja e fazer o redesign da sua marca. Primeiro, foque no redesign, que é passo essencial para manter a consistência da identidade visual e verbal. Só depois de pronto e aprovado o novo logo faça a reforma da loja.

Comunique os colaboradores sobre as mudanças e os objetivos que visa atingir. Compartilhe o plano de ação, afinal, todos precisam estar em sinergia, se envolver e se engajar com o projeto. Assim você minimiza os impactos das mudanças e reduz a insegurança e resistência de todos.

Não esqueça o cliente. Conte as novidades! Vai fechar para reforma? O seu cliente precisa saber. Vai lançar um novo produto? O seu cliente precisa saber. Mudou a logomarca? Comunique o seu cliente.

Logomarca com base no Branding

Analise a sua marca hoje, está alinhada com os objetivos, propósito, missão, visão e valores do negócio? Não? Então mude isso!

A sua logomarca entrega tudo o que a sua marca é? Não. Então repense ela. Se for necessário, converse com um especialista para criar uma identidade consistente. Tenha um nome e logotipo forte, escolha bem as cores que vão representar o seu negócio, opte por uma tipografia e slogan alinhados com a sua marca. Defina o Tom e Voz da sua comunicação e mapeie os canais que vai utilizar. 

Lembre-se do público-alvo. A sua identidade precisa conversar com ele. Caso você utilize a linguagem verbal e visual inadequada para o seu público, pode não alcançar os resultados esperados. 

Crie um plano de lançamento e comunicação junto aos clientes e ao mercado. Replique em todos os canais da empresa: site, redes sociais, fóruns, blog, materiais impressos, etc. Aqui a dica de ouro é: seja consistente, posicione-se. Tenha uma logomarca alinhada ao seu branding.

----------

Ficou com alguma dúvida sobre algum ponto que levantamos neste blog post? Então não perde tempo, deixa sua pergunta aí nos comentários. E se você gostou do conteúdo ou passou por um processo desses fica à vontade para contar a sua experiência nos comentários abaixo. Nós queremos saber a sua opinião.